O Mutirão do Emprego, este ano, será nacional. Para tanto, vão se somar o Sindicato dos Comerciários de São Paulo e a União Geral dos Trabalhadores. Evento irá das 8 às 17 horas, à rua Formosa, 99, Centro, sede do Sindicato paulista.

O Mutirão oferecerá milhares de vagas, “para comércio e serviços”, esclarece Cleonice Caetano Souza (Cléo), diretora de Assistência Social e Previdência dos Comerciários-SP. O evento será presencial.

A organização do Sétimo Mutirão estima que cerca de 50 empresas estarão no prédio do Sindicato, ofertando vagas. Também participam e apoiam a Prefeitura de SP, o governo do Estado e o Sistema S.

Histórico – Os dois primeiros mutirões aconteceram em 2018; no ano seguinte, houve outros dois – todos presenciais. Com a pandemia, os eventos de 2020 e 2021 foram virtuais.

Demais – Os demais mutirões pelos Estados serão realizados em datas a serem definidas. O padrão deve ser parecido com o de São Paulo. A diretora Cleo comenta: “A UGT vai se espelhar na nossa experiência”.

Currículos – É prudente a pessoa fazer já o cadastro de seu currículo profissional. A vantagem de se mandar antes é gastar menos tempo com preenchimento de dados no dia do Mutirão. Para tanto, deve enviá-lo ao site do Sindicato. Clique aqui e veja.

De todo modo, os currículos serão aceitos no próprio dia 16. As pessoas subirão ao primeiro andar, onde uma equipe técnica fará a triagem. Cléo Caetano explica: “Essa seleção já encaminha o candidato para a vaga adequada ou a cursos de formação e requalificação”.

Empresas – Cada empresa ocupará uma sala específica na sede do Sindicato, onde o candidato, após a triagem, será recebido e entrevistado. Todo esse serviço é gratuito para o candidato e sai a custo zero para a eventual empregadora.

Ricardo Patah, presidente dos Comerciários-SP e da UGT nacional, comenta: “Esse esforço pró-emprego integra nossa política de inclusão social, que é bandeira da Central e dos sindicatos ugetistas”.

Parcerias – A ideia é oferecer lanches aos candidatos às vagas. Mas, devido ao custo, a organização busca parcerias com empresas. Um dos Mutirões teve apoio do Sindicato dos Padeiros de São Paulo.

Prefeitura – Em frente ao número 99 da rua Formosa, funcionará um CATE (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) da Prefeitura da Capital. Junto, haverá tendas e banheiro químico para uso dos candidatos.

Governo – Por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, o governo estadual escalará equipe técnica pra atender candidatos e oferecer cursos de qualificação e requalificação. Equipe do governo também ajudará na triagem dos candidatos.

Sistema S – O Sistema profissionalizante terá espaço próprio durante o Mutirão, a fim de oferecer vagas em cursos profissionalizantes, para quem não encontrar trabalho ou mesmo à pessoa que queira conciliar o emprego com os estudos.

Filas – A grande procura por emprego costuma gerar longas filas. Os organizadores do Sétimo Mutirão vão instalar gradil para organizar e evitar aglomerações.

Documentos – Cleo orienta que o candidato compareça com os documentos pessoais (RG, Carteira de Trabalho e outros), além do currículo profissional. “Haverá vagas para diversas faixas etárias”, informa a diretora do Sindicato.

MAIS – Clique aqui para cadastrar seu currículo no Mutirão Nacional do Emprego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui