O presidente do Seesp (Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo) e da Federação Nacional da categoria (FNE), Murilo Pinheiro, fez uma maratona de visitas a senadores na última semana. Ele trata da aprovação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 13/2013, que cria a carreira pública de Estado aos engenheiros, arquitetos e engenheiros-agrônomos.

O dirigente teve audiências com o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD/MG), Angelo Coronel (PSD/BA), Chico Rodrigues (DEM/RR), Luiz do Carmo (MDB/GO), Eduardo Braga (MDB/AM), Giordano (MDB/SP), Fernando Collor (PROS/AL) e Nelsinho Trad (PSD/MS). “Trata-se de medida fundamental ao bem-estar da população em todo o Brasil”, destaca Murilo.

Segundo o presidente dos Engenheiros de SP, todos os senadores se manifestaram favoráveis à causa da categoria. Ele conta: “Os parlamentares entendem a importância da carreira para os profissionais que são essenciais ao crescimento e desenvolvimento de cada Município, dos Estados e do País”.

Mobilização – A FNE e o Seesp têm mobilizado a engenharia e os setores políticos para pressionar a aprovação do projeto, que aguarda apreciação no plenário do Senado Federal, ainda em 2022.

“Está mais do que na hora de termos este projeto pautado, votado e aprovado para o bem da categoria e de toda a  sociedade, garantindo profissionais qualificados e empenhados em suas cidades. Será um grande ganho para os brasileiros”, conclui Murilo Pinheiro.

MAIS – Acesse os sites do Seesp e da FNE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui