As Centrais Sindicais emitiram Nota convocando suas entidades filiadas e toda a classe trabalhadora a se unir aos atos pelo Fora, Bolsonaro no dia 2 de outubro em todos os Estados do Brasil.

De acordo com as Centrais, é preciso ocupar as ruas em protesto ao caos que representa ao País ter Jair Bolsonaro na Presidência da República. “Desemprego recorde, fome, carestia, inflação, corrupção, retirada de direitos, desmonte dos serviços públicos e das estatais, ataques à democracia, à soberania e às liberadades, atropelo da ciência e desprezo da vida”, diz o documento.

“Cada dia mais que Bolsonaro acorda como presidente da República, o Brasil afunda”, afirmam. Para os sindicalistas, é urgente que o Congresso atenda o clamor popular e acate a abertura de processo de impeachment.

Ato – No dia 2, em diversas cidades brasileiras e até em outros países haverão atos pelo Fora, Bolsonaro. As Centrais Sindicais participam ao lado de outras 80 entidades sociais e partidos políticos.

Leia – Abaixo a Nota na íntegra.

Nota sobre 2 de outubro – Centrais Sindicais convocam para ato Fora Bolsonaro
Das ruas não nos retiraremos até libertar o Brasil deste presidente criminoso

CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, CSP-Conlutas, Intersindical e Pública, de forma unitária, convocam toda a classe trabalhadora aos atos Fora Bolsonaro, no dia 02 de outubro, em todos os Estados do Brasil, e também em outros países.

Vamos ocupar as ruas em protesto contra o caos que representa, ao país, ter o mitômano Jair Bolsonaro na Presidência da República: desemprego recorde, fome, carestia, inflação, corrupção, retirada de direitos, desmonte dos serviços públicos e das estatais, ataques à democracia, à soberania e às liberdades, atropelo da ciência e desprezo à vida.

Cada dia a mais que Bolsonaro acorda como presidente da República, o Brasil afunda, perde e se perde do mundo, mantendo-se como pária atado à espiral de crises (sanitária, política, econômica, institucional e diplomática) geradas pela incompetência e projeto pessoal de poder de Bolsonaro e da sua inepta equipe de governo. Em um país com 212 milhões de habitantes, cuja maioria, segundo todas as pesquisas, rejeita e desaprova Bolsonaro, é urgente que o Congresso Nacional atenda o clamor popular e acate a abertura de processo de impeachment para que Bolsonaro seja afastado e seus crimes apurados e julgados. Já são mais de 130 pedidos engavetados na presidência da Câmara dos Deputados, enquanto o país afunda no lodo presidencial.

A voz das ruas tem que ser ouvida, e nós seremos essas vozes no 2 de outubro e em todas as datas que vierem, até que Bolsonaro seja afastado para ser julgado pelos crimes que cometeu e comete diariamente contra os brasileiros, até que ele responda pelo genocídio que tirou as vidas de quase 600 mil pessoas na pandemia de Covid-19, pelo desemprego que atinge 100 milhões e pelo desalento que causa miséria e fome.

As Centrais Sindicais ocuparão as ruas no 2 de outubro ao lado das mais de 80 entidades representadas pelas Frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo, Frente Nacional Fora Bolsonaro e partidos políticos. Estão convocando aos atos todos os entes e sindicatos de base, em todo o país, para protestar nas ruas, nas praças, além de assembleias e panfletagens nos locais de trabalho e terminais de transporte público. Com segurança e respeito aos protocolos sanitários, uso de máscara e de álcool em gel.

Das ruas não nos retiraremos até libertar o Brasil desse presidente criminoso!

Brasil 23 de setembro de 2021

Sérgio Nobre, Presidente da CUT
Miguel Torres, Presidente da Força Sindical
Ricardo Patah, Presidente da UGT
Adilson Araújo, Presidente da CTB
José Reginaldo Inácio, Presidente da NCST
Antonio Neto, Presidente da CSB
Atenágoras Lopes, Secretaria Executiva Nacional – CSP-Conlutas
Edson Carneiro Índio, Secretário-geral – Intersindical – Central da Classe Trabalhadora
Emanuel Melato, Coordenação da Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora
José Gozze, Presidente Pública Central do Servidor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui