Cerca de 160 mil trabalhadores em bares e restaurantes da Grande São Paulo estão abrangidos pelo acordo coletivo assinado entre Sinthoresp e sindicato patronal. São empregados de 45 mil empresas, em 26 Municípios.

O acordo garante reajuste de 12%, em três parcelas, mantém a Convenção Coletiva de Trabalho e assegura a data-base de 2022, quando haverá nova negociação coletiva.

Secretário-geral do Sinthoresp, Rubens Fernandes Silva comenta: “A pandemia atingiu duramente o setor. Perdemos 40% da base. Milhares de empresas fecharam. Há muito endividamento com bancos, além de impostos atrasados. Negociamos em meio a uma conjuntura sem precedentes, com recessão prolongada e pandemia da Covid-19”.

Outras – O Sinthoresp cuida das campanhas salariais dos empregados em hotéis e para o pessoal de bares e restaurantes na Zona Oeste de SP, ou seja, Osasco, Barueri e região.

Emprego – Rubens relaciona vacina com mercado e emprego. Ele diz: “Esperamos que o avanço da vacinação estabilize o setor e que muitos companheiros sejam recontratados”.

Para o dirigente, a situação dos que permaneceram empregados também não é das melhores, devido ao aumento no custo de vida. “A inflação corroeu o poder de compra e isso terá que ser discutido. Mas, no atual quadro de dificuldades, entendemos que todos os esforços sejam pra manter os postos de trabalho e buscar recontratações”, afirma Rubens.

MAIS INFORMAÇÕES – www.sinthoresp.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui