19.7 C
São Paulo
sábado, 25/06/2022

Tropilha desembestada

Uma tropilha desembestada vem assolando a família trabalhadora brasileira: Doença, desemprego, baixos salários e inflação. Bolsonaro é o cavaleiro que a conduz.

Exatamente porque a situação é trágica e precisa ser enfrentada, a direção sindical tem apresentado aos trabalhadores e às trabalhadoras a realização da Conclat 2022 – Emprego, Direitos, Democracia e Vida – para isto.

Neste ano eleitoral, em que a tarefa de todo o povo é votar, para tirar o Brasil da crise e escolher alternativas, a Conclat 2022 aprovará uma plataforma de propostas unitárias da classe trabalhadora com a intenção de garantir a relevância do movimento sindical, armá-lo para os embates que ocorrerão e fortalecê-lo no apoio às medidas necessárias.

Ao mesmo tempo em que enfrenta a situação catastrófica e persistente, e luta para viabilizar sua plataforma alternativa, os trabalhadores e as trabalhadoras não deixam de perceber que, em alguns aspectos, a situação parou de piorar. O grande provocador que é Bolsonaro procura viabilizar um conjunto eleitoreiro de medidas que podem confundir e desorientar a sociedade em suas escolhas e que devem ser enfrentadas com o “quero mais” de classe.

A Conclat 2022 tem, portanto, o triplo papel: unificar as posições dos trabalhadores e trabalhadoras, dar-lhes uma plataforma de luta e uma pauta legislativa para o STF, e garantir a relevância do movimento sindical organizado, hoje e amanhã.

Dia 7 de abril, precedido das contribuições de todos os ativistas (que já estão ocorrendo) e seguido – até o 1º de Maio – do enraizamento nas diferentes categorias, a família trabalhadora brasileira verá que o movimento sindical está presente, atuante e participante em sua luta contra a tropilha desembestada.

Clique aqui e leia mais artigos de João Guilherme Vargas Netto.

Notícias

Matérias Relacionadas

Fale com a Agência Sindical