Sindicato dos Engenheiros de SP promove assembleias virtuais com a base

Devido à pandemia do novo coronavírus e a necessidade de isolamento social, entidades sindicais estão se reinventando para manter o contato com a base e avançar nas campanhas salariais. É o caso do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp).

As negociações coletivas feitas pela entidade abrangem cerca de 100 mil profissionais da área, nos mais diversos segmentos em todo o Estado. E, para deliberar sobre a pauta com esses trabalhadores, o Sindicato começou a utilizar o formato virtual de assembleias.

O procedimento é legitimado pela Procuradoria Geral do Trabalho e a Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical, ambos do Ministério Público do Trabalho.

Segunda (27), foram realizadas oitos assembleias simultâneas com os engenheiros das companhias energéticas Tietê, Cesp, Emae, ISA-Cteep, Rio Paraná Energia e Rio Paranapanema Energia.

Os profissionais receberam um link sigiloso para acessar, das 16 às 21 horas, e votar os itens da pauta da campanha salarial específica de cada setor. Todos têm data-base em 1º de junho.

Mauricio Silva, do Departamento de Tecnologia da Informação do Seesp, explica o procedimento utilizado. “No horário marcado, foi disponibilizado o formulário onde o participante se identificava e, depois, votava em cada item da proposta do Sindicato. Após o término da votação, os participantes foram validados e foi gerado o relatório final da participação”, ele conta.

Presidente – Segundo Murilo Pinheiro, presidente do Seesp, é essencial a participação de toda a categoria nesse processo de negociação via internet. “Buscaremos, pelo diálogo, ainda que virtual, o melhor resultado possível para todos neste momento de muitas dificuldades”, afirma.

Para esclarecer dúvidas sobre as campanhas salariais, o profissional pode entrar em contato com área de Ação Sindical do Seesppelo telefone (11) 3113.2641 ou e-mail sindical@seesp.org.br, de segunda a sexta-feira, em horário comercial.

Notícias

Matérias Relacionadas

Fale com a Agência Sindical