As Centrais Sindicais preparam Nota conjunta que alerta sobre a disparada nos preços, principalmente dos alimentos. Mas não ficarão só nisso. A ideia é promover atos contra a carestia e propor medidas que reduzam o impacto da inflação no orçamento dos trabalhadores e das famílias.

A informação é de Miguel Torres, presidente nacional da Força Sindical. Nesta terça (17), as Centrais Sindicais se reuniram em São Paulo para tratar do tema e debater ações.

Miguel Torres, presidente da Força Sindical, participa de reunião por videoconferência com lideranças das demais Centrais

CNTM – A carestia também centralizou os debates na reunião, também nesta terça, da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (Força Sindical). Miguel Torres, presidente, comenta: “A gritaria é geral contra as altas”.

O sindicalismo estuda meios de enfrentar a situação. “Alguma coisa nós faremos, seja antecipação salarial compensatória ou mesmo antecipar algumas datas-bases”, diz Miguel. No caso dos metalúrgicos da Força Sindical no Estado de SP, a campanha salarial coincidirá com as eleições de outubro.

MAIS – Clique aqui e veja o site das Centrais Sindicais e o da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui