O oncologista, cientista e escritor brasileiro Drauzio Varella é um dos grandes defensores do Sistema Único de Saúde. Ele lamenta que o brasileiro pouco conhece sobre o SUS e não dá o valor merecido ao nosso sistema de saúde.

Vale lembrar que setores da mídia, antes da pandemia, faziam campanha sistemática contra o Sistema Único de Saúde, que tem problemas, é verdade. Mas se não fosse o SUS, a Covid-19 teria matado milhões de brasileiros.

Comenta o médico: “Somos mais 210 milhões de pessoas, uma tremenda desigualdade social, um país continental, e mesmo assim o SUS oferece saúde grátis para todo mundo. Muitos falam que o SUS é uma vergonha, mas não sabem que os principais problemas enfrentados vêm dos sistemas atrás dele, como a Estratégia da Família, Unidades Básicas de Saúde e as UPAs”.

Entre os países com mais de 200 milhões de habitantes, só Brasil possui um sistema de saúde totalmente financiado pelo Estado. O SUS surgiu com a Constituição de 1988. Antes disso, apenas quem tinha Carteira assinada podia utilizar o Instituto Nacional da Previdência Social (INPS). Com o absurdo de no prontuário das outras pessoas vir carimbada a palavra INDIGENTE.

O dr. Dráuzio explica: “Quem não tinha Carteira assinada, ou seja, algumas pessoas da cidade e toda a população brasileira do campo, estava excluído do atendimento. Até que em 1988 um grupo de visionários decidiu oferecer saúde gratuita para todos, e disso nasceu o SUS”.

E assim foi criado o SUS, mas ainda sem dinheiro para ser financiado. Esta foi a luta seguinte: conseguir manter este sistema de saúde nacional.

Defesa – Os planos particulares de saúde ficam a cada dia mais caros e restritivos. Por isso, o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região sempre defendeu o Sistema Único de Saúde. O presidente da entidade, Josinaldo José de Barros (Cabeça), diz: “O sujeito se engana. Paga R$ 1 mil por mês e acha que será tudo fácil. Mas na hora que precisa de uma cirurgia come o pão que o diabo amassou. Os convênios gostam de vender a mercadoria, mas não de entregar”.

MAIS – Assista entrevista de Drauzio Varella ao programa Roda Viva, da TV Cultura, do qual ele fala sobre o tema.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui