18.8 C
São Paulo
domingo, 5/12/2021

Nosso salário e nosso voto – Josinaldo Cabeça

Nos dois governos do Presidente Lula, no primeiro mandato de Dilma e em parte do seu segundo governo, as categorias profissionais tiveram aumento real de salário. No caso metalúrgico, conseguimos por 13 anos seguidos bons aumentos acima do INPC, o que elevou o poder de compra da nossa categoria.

Aqueles aumentos ocorriam porque a economia estava crescendo. Quando veio a crise política, que desaguou no impeachment de Dilma, os reajustes cessaram e a classe trabalhadora começou a perder dinheiro e também direitos. Até mesmo para a inflação, não existe lei que obrigue as empresas a repor. Isso é fruto de luta e negociação.

Conclusão

A estabilidade política é fundamental para o crescimento da economia, a geração de empregos, o aumento do salário e o fortalecimento do mercado interno. Com a crise quem ganha? Ganham os que fomentaram a própria crise. Ou seja, os muito ricos.

Portanto, ao votar, precisamos levar vários fatores em consideração. E perguntar: será que o meu candidato trará segurança política ao País? Também: será que ele não vai criar confusões que desestabilizem o mercado? E, por fim: será que ele vai respeitar as instituições, a democracia e as pessoas?

Neste momento, os metalúrgicos ligados à Força Sindical realizam uma dura campanha salarial. Dura não só por causa dos efeitos da pandemia. Dura também porque o Brasil sofre grave recessão econômica, vive uma forte crise política e paga o preço de políticas governamentais confusas, erradas e conflituosas. Convenhamos, Bolsonaro meteu o Brasil num atoleiro.

Por incrível que pareça, a campanha salarial de um determinado ano pode ser resultado daquele voto que nós demos dois ou três anos atrás. Até porque, como dizem os portugueses, as consequências vêm sempre depois.

A diretoria do nosso Sindicato tem ido às fábricas diariamente, em assembleias de campanha salarial, PLR ou das duas coisas juntas. Dia 31, domingo, às 9 horas, faremos assembleia no Clube de Campo, para que a categoria tome conhecimento das negociações em andamento ou aprecie eventual proposta patronal.

Portanto, no domingo ao levantar a mão pra votar na campanha salarial, pense em duas coisas. Pense na importância do voto que você estará dando naquele momento e também no voto que você dará no futuro – pra presidente, governador, senador, prefeito, deputado ou vereador. Afinal, voto e salário têm tudo a ver.

Servidores

Amanhã, 28, é Dia do Servidor Público. Mando um abraço fraterno a todos os Servidores municipais, estaduais e federais. E um abraço especial aos companheiros da Proguaru, que estão sendo vítimas de uma grande injustiça.

Josinaldo José de Barros (Cabeça)
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região.
Diretoria Metalúrgicos em Ação

Email – josinaldo@metalurgico.org.br
Site – www.metalurgico.org.br

Clique aqui e leia mais opiniões

 

Notícias

Matérias Relacionadas

Iniciar conversa
Fale com a Agência Sindical