A Força Sindical emitiu Nota nesta sexta, 13, Dia da Abolição da Escravatura. No documento, assinado pelo presidente Miguel Torres, a entidade critica a postura de Jair Bolsonaro e sua equipe de governo.

Para a Força, o presidente da República já deu diversas declarações racistas, em conversas no Palácio da Alvorada. “A declaração de Bolsonaro sobre um homem negro demonstra seu racismo e desprezo pelo ser humano. Demonstra desprezo e inferioriza os negros ao compará-los com animais”, diz o documento.

Na Nota, a Força avalia que “o Brasil está sendo governado por homens públicos que preferem perpetuar o racismo e a misoginia com declarações inapropriadas e inaceitáveis”.

LEIA – Abaixo, leia a Nota na íntegra.

Governo irracional e racista

Não podemos nos calar diante das declarações, publicadas em diversos meios de comunicação tanto do presidente da República, Jair Bolsonaro, tanto como do novo ministro das Minas e Energia, Adolfo Sachsida que são inapropriadas e irracionais.

A declaração de Bolsonaro sobre um homem negro demonstra seu racismo e desprezo pelo ser humano.  Bolsonaro, em sua infeliz fala, perguntou a um homem negro se ele pesava “mais de sete arrobas”, unidade de medida usada para pesagem de gado. Pelo uso da expressão, Bolsonaro demonstra desprezo e inferioriza os negros ao compará-los a animais.

Infelizmente, Bolsonaro já deu outras declarações racistas em conversas na porta do Palácio do Alvorada.

Vale lembrar também que novo ministro das Minas e Energia, Adolfo Sachsida, também já deixou claro sua noção política misógina e discriminatória.  Ele afirmou em vídeo que mulheres recebem salários menores porque engravidam, cuidam dos filhos, vão mais ao médico e preferem jornada de trabalho menor.  Isso, é uma demonstração de desprezo pelo trabalho das mulheres. É um pensamento nefasto que prejudica é totalmente atrasada.

Infelizmente, O Brasil está sendo governado por alguns homens públicos que preferem perpetuar o racismo e a misoginia com declarações inapropriadas e inaceitáveis.

Miguel Torres – presidente da Força Sindical

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui