Dia 30, sábado, um nigeriano foi agredido até a morte em uma rua de Civitanova Marche, cidade na costa Nordeste da Itália. Alika Ogorchukwu, de 39 anos, foi agredido por cerca de quatro minutos. Organizações denunciam racismo e falta de humanidade de pessoas, que preferiram filmar ao tentar interromper a agressão. Será esse mais um caso isolado?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui