O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi um dos convidados da 23ª Conferência Nacional dos Bancários. O evento abre as discussões sobre a definição do plano de lutas da categoria até 2022. A Conferência é organizada pela Contraf-CUT e demais entidades filiadas.

Durante seu discurso, Lula mostrou a disposição de luta e reconstrução do País. “Não percam nunca a certeza de que vamos lutar muito pra reconquistar a dignidade que o brasileiro está perdendo”, disse o ex-presidente.

Para ele, os recentes governos tentam a todo custo enfraquecer todas as categorias de trabalhadores, especialmente a dos Bancários. “Faz tempo que tentam diminuir a categoria. Mandando gente embora, terceirizando”, avalia.

Lula ressaltou que as lideranças bancárias também tiveram importante participação na luta pelas bandeiras da classe trabalhadora. “A relação é muito forte, vem desde 1978. Não teríamos conseguido tudo o que conseguimos, não teríamos nosso protagonismo, se não fosse uma categoria como a dos Bancários”, afirmou.

CUT – O presidente da Central Única dos Trabalhadores, Sérgio Nobre, também participou da Conferência Nacional dos Bancários. Para o dirigente, as crises política e econômica que o Brasil atravessa, atreladas à crise da pandemia, são responsabilidade do comportamento do governo.

“Infelizmente, a fome e a miséria voltam a atingir milhões de famílias no nosso País. Em especial, nas periferias”, criticou Sérgio Nobre. Segundo o sindicalista, tudo isso faz parte do governo Bolsonaro, que deve ser combatido.

Conferência – A 23ª Conferência Nacional dos Bancários prossegue neste sábado (4).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui