O Banco do Brasil convocou todos os funcionários a retomar ao trabalho presencial nas agências. A partir disso, foi formado um grupo bipartite entre advogados e médicos do trabalho, por parte do banco, e assessores de saúde do movimento sindical.

O grupo técnico se reuniu nesta semana para a construção de um manual de conduta dos bancários do BB. A ideia é garantir a saúde de todos.

Da parte dos sindicalistas, foi reforçado o uso obrigatório de máscaras do modelo PFF2/N95, fornecidas pelo Banco do Brasil, a necessidade de higienização dos espaços, sanitização e a reformulação do layout das estações de trabalho, além da proibição de comemorações e realização e eventos que gerem aglomerações.

Segundo Fernanda Lopes, dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf-CUT), essas medidas servem para proteger trabalhadores e clientes.

“Cobramos também a adequação dos aparelhos de ar condicionado, da ventilação e da purificação, com a correta manutenção. Queremos ainda garantir o acompanhamento dos locais pelas CIPAs e pelos Sindicatos”, afirma Fernanda.

O coordenador da Comissão dos Funcionários do Banco do Brasil, João Fukunaga, explica: “Aguardamos agora a marcação de uma reunião para fecharmos o manual e garantir que todos que retornarem ao trabalho presencial estejam seguros, livres de riscos à saúde”.

MAIS – Acesse Contraf-CUT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui