Profissionais da Enfermagem realizaram quinta (5) ato em Brasília, na Esplanada dos Ministérios, para cobrar a aprovação do Projeto de Lei 2.564/2020, que regula o Piso Salarial da categoria.

O ato foi organizado pelo Fórum Nacional da Enfermagem, que é composto por entidades representativas do setor – CNTS, Aben, Anaten, CNTSS, Cofen, FNE e Eneef. Diversos trabalhadores participaram da manifestação na Capital, pedindo salário digno e justa jornada de trabalho.

Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Saúde (CNTS), Valdirlei Castagna, os profissionais precisam muito mais do que aplausos na janela em reverência aos heróis do combate à Covid-19. Para o dirigente, é preciso de reconhecimento trabalhista.

“50% dos profissionais da Saúde são da Enfermagem. A categoria trabalha dia e noite para salvar vidas. Somente palmas não bastam, é preciso reconhecer o valor dos trabalhadores, aprovar o Piso Salarial e garantir jornada justa e digna”, afirma Valdirlei.

Também presente no ato, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), autor do PL da Enfermagem, ressaltou a importância da pressão sob os parlamentares para que o Projeto seja discutido. “Já passou da hora de nosso Projeto de Lei ser colocado em pauta e o Senado aprová-lo. A enfermagem tem pressa”, salientou Contarato.

Valores – O PL 2.564 estabelece carga de 30 horas semanais para os profissionais e fixa salário base em R$ 7.315,00 para enfermeiros, R$ 5.120,00 para técnicos e R$ 3.657,00 para auxiliares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui