16.4 C
São Paulo
quinta-feira, 16/09/2021

Ato em Brasília prepara greve dos Servidores

Servidores públicos de todo o País participaram de grande mobilização em Brasília terça (3), em repúdio à Proposta de Emenda à Constituição 32/2020. Os trabalhadores denunciam que, a pretexto da reforma administrativa, o governo promove ataques ao funcionalismo e aos serviços públicos.

O ato foi convocado por Centrais Sindicais e entidades dos trabalhadores que compõem o Movimento Basta!, coordenado por Antonio Carlos Fernandes de Lima Junior, presidente da Confederação Nacional das Carreiras e Atividades Típicas de Estado (Conacate).

O dirigente destaca que a força para derrubar a reforma está na unidade de todo o movimento sindical na luta pela derrubada da PEC. “Temos que agradecer os que fizeram o desenho dessa PEC desastrada e desastrosa, que colocou todo mundo na mesma mesa”, afirma Antonio Carlos.

Ataques – Presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), João Domingos conta que a reforma administrativa é uma forma de intrujar um modelo ultraliberal de governo, que ataca duramente os serviços públicos em todo o País.

“Esse modelo que se tenta implantar aqui é o modelo do Estado-Nenhum. Ou seja, Estado-Nenhum na sua dimensão de prestador de serviço público, de garantidor da paz social, de justiça. Daquelas funções para as quais existem o Estado”, argumenta João.

Greve – O ato desta semana também preparou os Servidores para greve que ocorrerá no dia 18 em todo o País. Segundo o presidente da CSPB, os trabalhadores irão intensificar a luta até que a PEC 32 seja derrubada. “A reforma não afetará apenas os Servidores, mas toda a população”, alerta João Domingos.

Mais – contrapec32.com.br

Notícias

Matérias Relacionadas

Iniciar conversa
Fale com a Agência Sindical