Chegou a TV Comunitária via Satélite. Ela começa com o Canal 28 da OI

• 3/12/2018 - segunda-feira

Após intenso trabalho, gestões, elaboração de critérios técnicos e aprovação de leis (12.485/12 etc.), as televisões comunitárias chegam ao satélite. O início, desde quarta (28), se dá pelo Canal 28, da OI, que possui cerca de 2,3 milhões de assinantes. Mas o avanço não para aí. A legislação possibilita acesso também aos satélites da Sky, Vivo e outras operadoras, o que multiplicará a audiência.

8478
Fernando Mauro é entrevistado por João Franzin para o Vídeo da Semana

O jornalista paulistano Fernando Mauro Trezza é um dos comandantes da ação vitoriosa. Ele conta: “Essa formulação começou em 1997, quando Paulo Miranda publicou o livro “Rede Nacional de TVs Comunitárias Via Satélite”. Ativo na ABCCom e outras entidades, Miranda dirige hoje a TV Comunitária do Distrito Federal - TVComDF, Canal 12, NET.

Rede - Fernando Mauro informa que a chamada “COMBrasil” agregará as mais de 100 emissoras comunitárias já em operação, buscando formar uma TV Comunitária Nacional.

“Nossa grade será constituída pelo que há de melhor em cada uma delas”, adianta o jornalista, que também preside a Acesp - Associação dos Canais Comunitários do Estado de São Paulo.

Repórter Sindical - Exibido ao vivo pela TV Agência Sindical, toda quinta, aos sábados na TV Comunitária Guarulhos (Canal 3, NET) e toda terça na TVComDF (12, NET), o Repórter Sindical na Web também entrará no satélite da Oi, Canal 28. O apresentador João Franzin comenta: “A entrada nos satélites é um avanço concreto para a democratização da comunicação, ao encontro do que reza a própria Constituição Federal”.

Mais informações - Na Acesp, com Fernando ou Fabinho: (11) 3675.7636.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home