15/10/2018 - O Brasil precisa ser refeito e a democracia preservada

• 15/11/2018 - segunda-feira


Ricardo Patah é presidente nacional da União Geral
dos Trabalhadores (UGT) e do Sindicato
dos Comerciários de São Paulo. E-mail: rpatah@uol.com.br

O esforço tem que ser de todos. O Brasil precisa ser refeito e a democracia preservada. Ódios e radicalismos vão aprofundar ainda mais as crises econômica, política, institucional, social e moral, que já devoraram 8% do PIB e prejudicam os desempregados, os mais pobres e os aposentados.

Um dos princípios fundamentais da UGT (União Geral dos Trabalhadores) é a prática de um sindicalismo democrático, independente, pluralista de ideias e com respeito ao pluripartidarismo. Esse é o caminho da nossa central para o segundo turno das eleições.

Pesquisa recente do Datafolha revelou que nunca foi tão forte no Brasil o desejo pela democracia como agora. Simplesmente para 69% dos brasileiros, a democracia é sempre a melhor forma de governo.

Depois das eleições do dia 28, nós, da UGT, independente de quem for eleito, vamos apoiar e lutar por reformas democráticas e projetos de desenvolvimento econômico, no sentido de combater a desigualdade, uma das maiores do mundo.

Todos os poderes têm responsabilidade pelo bem-estar da população. Estamos convictos, no entanto, que a instituição que representa o povo, o Congresso Nacional, bastante renovado, será o grande fator das mudanças necessárias à nossa sociedade. E é lá dentro que a nossa central vai trabalhar muito.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home