Federação e Diap atribuem notas aos deputados federais por São Paulo

• 14/9/2018 - sexta-feira

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo elaborou, em parceria com o Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar), publicação mostrando como foi a atuação dos 70 deputados federais do Estado na atual legislatura. O estudo, que atribui notas de zero a dez, visa orientar o voto na eleição de outubro.

Cada deputado foi avaliado com base na votação em cinco temas: terceirização, reforma trabalhista, teto dos gastos públicos, lei do pré-sal e reforma do ensino médio. Os que votaram contra as medidas receberam nota dois em cada votação; votos contra os trabalhadores, ausência e abstenção receberam nota zero.

O professor Celso Napolitano, presidente da Fepesp e do Diap, explicou à Agência Sindical que os temas das votações em plenário foram escolhidos de acordo com a relevância de cada um para os trabalhadores em geral e os professores, em especial.

“Esse levantamento é uma prestação de contas, que os próprios parlamentares deveriam fazer a respeito de sua atuação no Congresso – mas não fazem. Por isso, os resultados servem agora como orientação ao trabalhador da nossa categoria na hora do voto. Quem levou nota zero, ou abaixo do razoável, não deve ser reeleito”, afirma.

Boletim - O dirigente destaca que a publicação, que traz o título “Quem foi Quem nas votações mais importantes no Congresso” – em alusão ao célebre “Quem foi Quem na Constituinte...”, lançado pelo Diap em 1988 – será distribuído em toda a base.

Celso Napolitano adiantou que o material, em fase final de produção, deve começar a ser distribuído semana que vem. “Será entregue aos Sindicatos e, principalmente, a professores, que são formadores de opinião. Vamos distribuir aos estudantes em portas de escola, a fim de que também cheguem aos pais de alunos", comenta.

Conscientização - O professor ressalta que o estudo dá continuidade ao trabalho iniciado contra a reforma da Previdência, que acabou arquivada devido à pressão popular. Na época, a Fepesp distribuiu cem mil folhetos com a relação dos parlamentares por São Paulo, com o lema “quem votar contra nós não terá nosso voto”.

Mais informações: www.fepesp.org.br

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home