22/8/2018 - A manipulação da verdade para prejudicar Lula - Vagner Freitas

• 22/8/2018 - quarta-feira


Vagner Freitas é presidente nacional da CUT.
E-mail: vagner@cut.org.br

Manchetes que mentem, distorcem, interferem na eleição:
“Bolsonaro se isola na liderança; Marina e Ciro disputam 2º lugar”
“Bolsonaro lidera corrida presidencial em cenário sem Lula”
“Sem Lula, Bolsonaro lidera corrida eleitoral, diz Ibope”

As manchetes de terça-feira (21) dos jornais diários de maior circulação no País sobre os resultados das pesquisas eleitorais Ibope e CNT/MDA faltam com a verdade aos leitores e a todo o Brasil. “Folha de São Paulo”, “O Estado de São Paulo” e “O Globo”, cada um dentro do seu projeto editorial, informam erroneamente que o candidato Jair Bolsonaro lidera as pesquisas de intenção de voto. Mentira: o líder de fato e de direito é o candidato do PT Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula teve a sua candidatura registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). É o candidato do PT à presidência da República. O registro já foi publicado no Diário Oficial da União.

Não se trata de querer “ditar” como a mídia deve editar seus jornais nem de atacar a preciosa liberdade de imprensa. Trata-se de reivindicar o respeito à verdade e ao direito que brasileiros e brasileiras têm de ser bem informados por aqueles que detêm o monopólio da comunicação no País, independentemente de apoiarem, ou não, candidato A ou B.

O que causa indignação e questionamento é a interpretação parcial que as manchetes fazem do fato, ou seja, as pesquisas, de forma a arranjá-los para esconder a verdade que é a liderança de Lula, apesar de ele estar preso há mais de quatro meses, sem crime nem provas, sob protestos internacionais, inclusive das Nações Unidas.

A soma das tiragens desses três jornais é de pouco mais de 1,08 milhão de exemplares/dia (impressos e digitais), segundo dados de 2017 do IVC (Instituto de Verificação de Circulação). Parece pouco para um País de 206 milhões de habitantes. Não é. Essas manchetes inverídicas viram assunto repetido e modificado de formadores de opinião e são reproduzidas nas redes sociais sem que o conteúdo nem sequer seja lido.

Isso significa que um candidato que tem quase metade das intenções de voto do líder Lula acaba ganhando uma liderança que, na verdade não tem.

Dessa forma, um título, uma manchete da chamada grande mídia que esconda a verdade, interfere e prejudica, sim, o candidato, a campanha e o processo eleitoral. Interfere e altera, sim, a percepção do leitor e eleitor. Uma imprensa livre é um dos pilares da democracia, no Brasil e no mundo todo. Uma imprensa que respeita os fatos e a verdade, também.  

Lula é o candidato do PT registrado para disputar a presidência da República, exigimos que a mídia, os institutos de pesquisas e quem reproduzir seus resultados respeitem essa verdade, porque essa é a verdade.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home