Alckmin fala nos Engenheiros e promete País com crescimento, emprego e renda

• 3/7/2018 - terça-feira

Ex-governador paulista e pré-candidato do PSDB à presidência, Geraldo Alckmin falou nesta terça (3) no Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo. Além dos próprios engenheiros e de dirigentes do Seesp, estavam presentes sindicalistas de outras categorias profissionais.

Geraldo Alckmin foi o primeiro presidenciável a participar de debate com engenheiros de SP

Emprego - O tucano fez uma fala direta. “O Brasil precisa de emprego e renda, precisa voltar a crescer e retomar o ciclo de desenvolvimento que durou dos anos 30 aos 80”, afirmou ao auditório lotado. Para o ex-governador, “é preciso, e eu vou trabalhar pra isso, dobrar a renda dos brasileiros”.

Geraldo Alckmin criticou os juros altos, as taxas bancárias e o custo do crédito. Defendeu uma política efetiva de melhora na educação - “desde os primeiros anos até o ensino técnico” - para, segundo ele, “elevar a produtividade nacional e ter impacto direto no PIB”.

Obras - “Quero fazer do Brasil um canteiro de obras, com crescimento continuado, para gerações, e não voo de galinha, ciclo curto e sem continuidade”, declarou. 

Engenharia - O presidente dos Engenheiros, Murilo Pinheiro, faz uma avaliação positiva das propostas. Ele diz: “Crescimento e obras, principalmente em infraestrutura, significam fortalecimento da engenharia nacional. E também emprego. A cada engenheiro empregado são contratados até 30 profissionais de outras áreas”. Murilo informa que o ciclo de debates vai prosseguir, em datas compatíveis com as agendas dos presidenciáveis.

Geraldo Alckmin recebeu exemplar da nova edição do projeto Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento, da Federação Nacional dos Engenheiros, cujo foco é a retomada da engenharia nacional.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home