Os ataques contra o sindicalismo são nocivos ao País, diz dirigente químico

• 9/10/2017 - segunda-feira

O site da Agência Sindical reproduz, na coluna Opinião +Colunistas, o artigo “Reforma trabalhista tem de ser enfrentada com mobilização nas fábricas e articulação em Brasília”, escrito por Sergio Luiz Leite, presidente da Federação dos Químicos do Estado de São Paulo (Fequimfar).


Sergio Luiz Leite, presidente da Federação dos Químicos do Estado de São Paulo

O sindicalista destaca que, após o impacto inicial causado pela aprovação da reforma trabalhista e a tentativa do governo de desestabilizar o movimento sindical, a classe trabalhadora começa a enfrentar essa dura realidade. No texto, ele avalia que o enfrentamento deve se dar através da luta unitária, da visita às bases e do corpo a corpo com políticos de todos os partidos.

Clique aqui e Leia o texto completo.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home