Recado do dirigente - Senado pode aprovar fim da estabilidade do servidor

10/10/2017 - terça-feira

“O fim da estabilidade é mais um ataque do Congresso e desse governo ilegítimo ao servidor, que tem como objetivo a destruição do serviço público para precarizar e privatizar. Os trabalhadores estão mobilizados e não descartamos uma greve de servidores.”


João Paulo Ribeiro (JP) - Secretário de Servidores Públicos da CTB
(Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil).

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home