21/10/2015 - Documentário dos 30 anos de Vlado

21/10/2015 - quarta-feira

João Franzin é jornalista
e diretor da Editora e Agência de Comunicação Sindical
E-mail:
franzin@agenciasindical.com.br Facebook:
facebook.com/joao.franzin.1

João Franzin

Ontem, dia 20, aconteceu em São Paulo a entrega do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, 37ª edição. O prêmio foi instituído em 1978 pelo Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo – 11 entidades integram o júri que escolhe os melhores trabalhos afinados com os objetivos do Prêmio.

Herzog, assassinado nos porões da ditadura em 25 de outubro de 1975, era jornalista e foi o Sindicato da categoria, à época presidido por Audálio Dantas, quem primeiro denunciou a farsa do suicídio, armada pelo regime para tentar limpar as mãos sujas.

A Agência Sindical é antiga parceira da iniciativa, conduzida, com a persistência reconhecida, por Sérgio Gomes, o Serjão, ele mesmo preso político do Doi-Codi, onde foi barbaramente torturado. Portanto, quando dos 30 anos da morte de Vlado, ajudamos a produzir um belo documentário sobre o episódio, registrando, especialmente, o ato ecumênico na Catedral da Sé em homenagem a Herzog.

Estes dias, ao rever o vídeo dirigido por Carlos Meceni – então diretor da TV Comunitária, que dirigiu as filmagens e a edição – fiquei impressionado com a qualidade do documentário e a força expressiva das imagens. Eu fui um dos repórteres a entrevistar, naquele 23 de outubro de 2005, personagens como Henry Sobel, Clarice Herzog, Audálio Dantas, Paulo Markun, Luiz Tenório de Lima e o próprio Serjão.

A força do documentário e a oportunidade do reencontro do material, às vésperas da entrega do 37º Prêmio, levaram a Agência Sindical a exibir o vídeo, que foi postado em nosso canal no YouTube e massificado em nossa rede – site, Facebook (com os devidos compartilhamentos, whatsApp, rádio web e no boletim eletrônico Repórter Sindical).

O jornalista Robson Gil Gazzola, diretor da TV Aberta São Paulo, atendeu generosamente nosso pedido e pôs o documentário na programação da emissora comunitária, em vários horários, até 25 de outubro, data que marca os 40 anos da morte de Vlado, cujo sacrifício ajudou a derrubar os muros do regime opressor.

A caminho dos 25 anos, a Agência Sindical pode dizer que já fez muitos trabalhos com qualidade, valor e emoção. O vídeo “Vlado – Catedral, 30 anos depois”, concebido e realizado pela soma de esforços e vontades, é um desses trabalhos. É belo, é forte, é emocionante.

Cópias - A Agência entregará cópias ao Instituto Vladimir Herzog, conforme ideia de que se venha formar um acervo de todos os materiais relacionados a Vlado.

Lição - Naquele 23 de outubro, primeiro entrevistei Sérgio Gomes, aos prantos em frente à Catedral. O segundo foi o rabino Sobel, cujas palavras não mais esqueci: “A omissão diante do mal propicia o recrudescimento do próprio mal”.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home