Centrais Sindicais protestam nesta sexta (14) nas agências do INSS de todo o País

• 13/2/2020 - quinta-feira

As Centrais Sindicais realizam nesta sexta (14) o Dia Nacional de Mobilização Contra o Desmonte do INSS. Os atos nas agências da Previdência Social ocorrem em várias cidades do País, cobrando agilidade no atendimento, melhorias nos servidos e valorização dos servidores.

Miguel Torres, presidente da Força Sindical, disse à Agência Sindical que o movimento unifica o sindicalismo. “É fundamental intensificar a cobrança sobre os problemas que o INSS enfrenta. Quem mais sofre com toda esta precariedade são os trabalhadores adoecidos e os mais pobres”, critica o líder sindical.

São Paulo - A concentração será às 9 horas, na agência da rua Xavier de Toledo, no Centro. Em seguida, haverá caminhada até a Superintendência do INSS, no Viaduto Santa Ifigênia.


Já confirmaram presença no ato professores, comerciários, metalúrgicos, químicos, bancários, trabalhadores dos Correios, da Casa da Moeda, em Saneamento, metroviários, trabalhadores em Carro-Forte e Vigilância, entre outras categoria.

Adilson Araújo, presidente da CTB, também conversou com a Agência Sindical. Ele reforçou a necessidade de denunciar os ataques do governo Bolsonaro à previdência pública. “O ministro Paulo Guedes chamou servidores de parasitas. Mas parasitário é esse governo, que atende a interesses de especuladores do sistema financeiro”, afirma.

Desmonte - Segundo Adilson, a manifestação cumpre o papel de denunciar a intenção do governo de desmontar o INSS, para privatizar a Previdência Social. Ele diz: “Não há concurso público, o governo dificulta o acesso aos benefícios e estimula o trabalho precário. Quem sofre é quem mais precisa: a população carente e os servidores do órgão”.

Para o dirigente, é indispensável persistir com as manifestações e mobilizar o povo, a fim de barrar o retrocesso privatista que está em curso no Brasil.

“Precisamos despertar a consciência do povo. O desmonte da Previdência joga contra a retomada do desenvolvimento da Nação. Portanto, levantar a bandeira em defesa INSS é mais do que necessário. É vital pra sobrevivência do nosso País”, aponta.

Guarulhos - O ato acontece, a partir das 9 horas, em frente à agência do INSS de Itapegica, localizada à rua Brasileira, 399, Vila Endres. Diretores e assessores do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região participam. 

Josinaldo José de Barros (Cabeça), vice-presidente do Sindicato, diz: “É importante que todas as categorias profissionais participem. Vamos reivindicar do governo melhor atendimento aos trabalhadores que estão prestes a se aposentar”.

A mobilização é convocada por CUT, Força, CTB, CSB, Nova Central, CGTB, UGT, Intersindical e Conlutas.

Mais – Acesse o site das Centrais.


Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home