Comércio é o setor que mais se beneficia com o 13º, diz Walter dos Santos

• 3/12/2019 - terça-feira

Trabalhadores que possuem Carteira assinada receberam até 29 de novembro a primeira parcela do 13º salário. A segunda, deve cair até o dia 20 de dezembro. Segundo o Dieese, o pagamento deve injetar na economia brasileira mais de R$ 214 bilhões.


Instituído pelo presidente João Goulart em 1962, por meio da lei 4.090, sancionada em 13 de julho, o 13º é um dinamizador do comércio e da economia em geral.

Para Walter dos Santos, presidente do Sindicato dos Comerciários de Guarulhos e Região, o comércio é setor mais beneficiado nesta época. “Todo dinheiro que entra, seja para os trabalhadores metalúrgicos, servidores ou demais é consumido basicamente no comércio”, afirma. 

Pesquisa do Dieese aponta que até o final de dezembro a economia de Guarulhos e região receberá R$ 140.803.003,31, apenas em razão do 13º salário metalúrgico. A categoria conta com 38.490 trabalhadores que receberão, em média, R$ 3.658,17, a título do benefício.

Walter assegura que a maior parte deste valor será utilizado no comércio. “O trabalhador separa o dinheiro e usa na ceia do Natal, em presentes para a família e até em móveis novos para casa. O comércio bomba e o proprietário lucra”, explica.

Para o dirigente, o País evoluiu após a instituição do benefício. “É uma injeção enorme na economia. Para o comerciário, o salário duplica e ainda tem a comissão que cresce por conta das vendas. É um mês primordial e indispensável para o nosso setor”, enfatiza.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home