A ditadura avança de forma lenta, segura e gradual

"A democracia brasileira não tem como se defender de um tirano que quer transformar o Brasil num quartel – eis a dura realidade", avalia o jornalista Alex Solnik, ao falar das ações de Jair Bolsonaro. "Estamos assistindo à lenta, segura e gradual destruição da democracia, sem que haja alguma perspectiva factível de impedir seu avanço" 

Por Alex Solnik 

Os que achavam que haveria freios e contrapesos suficientes para impedir que um presidente da República se transformasse num ditador e a democracia, na ditadura, estavam redondamente enganados. 

A democracia brasileira não tem como se defender de um tirano que quer transformar o Brasil num quartel – eis a dura realidade. 

Estamos assistindo à lenta, segura e gradual destruição da democracia, sem que haja alguma perspectiva factível de impedir seu avanço. 

Ao contrário: ela é que avança a cada dia. 

Hoje há notícia na Folha de S. Paulo de que a Cinemateca foi ocupada pelos militares. 

Fonte: Brasil 247

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home