Após 27 meses de resultados positivos, venda de carros cai no País

Movimento é reflexo da desaceleração de clientes corporativos, como locadoras, produtores rurais e frotista

Depois de 27 meses em alta, o mercado de veículos novos teve em agosto sua primeira queda em relação a igual mês do ano anterior. O resultado reflete a desaceleração na demanda de clientes corporativos - como locadoras, produtores rurais e outros frotistas - que até então estava sustentando o crescimento nas vendas, com base em descontos oferecidos pelas montadoras. 

A retração de 2,25% em agosto ante igual mês do ano passado, informou nesta segunda-feira, 2, a Fenabrave, federação que reúne as concessionárias. Foram 243 mil unidades emplacadas, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. No acumulado do ano, no entanto, o porcentual continua positivo: foram emplacados 1,794 milhão de veículos, alta de 9,9% em relação a igual período do ano passado. 

O mercado de veículos leves, que considera as vendas de automóveis e comerciais leves, teve queda de 3,5% em agosto ante igual mês do ano passado, com o licenciamento de 230,7 mil unidades. Em relação a julho, houve baixa de 0,65%. No acumulado de janeiro a agosto, contudo, as vendas seguem apresentando um desempenho positivo, com crescimento de 8,7% na comparação com igual período do ano passado, para 1,711 milhão de unidades. 

Os veículos pesados foram na contramão dos leves e apresentam crescimento em agosto. A venda de caminhões avançou 28,8% em relação a igual mês do ano passado e 6,4% ante julho, com o emplacamento de 9,5 mil unidades. No acumulado do ano, a alta é de 40,9%, para 65,4 mil unidades. 

O segmento de ônibus, por sua vez, teve avanço de 36,1% em agosto ante igual mês do ano passado, para 2,7 mil unidades. Em relação a julho, houve alta de 13%. No acumulado de janeiro a agosto, este mercado cresceu 51,5% sobre o resultado de igual intervalo do ano passado, para 17,5 mil unidades. 

(Fonte: Estado SP) 

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home