Assembleia nos Padeiros de São Paulo inicia Campanha Salarial da categoria

• 26/8/2019 - segunda-feira

O Sindicato dos Padeiros de São Paulo iniciou a Campanha Salarial 2019. A abertura ocorreu sexta (23), quando os trabalhadores lotaram o auditório da entidade, no Centro, para a primeira assembleia, que aprovou a pauta de reivindicações a ser negociada com o patronato.

Com data-base em 1º de novembro, os dirigentes preveem dificuldades, tendo em vista a recessão econômica e a postura patronal e governamental de retirar direitos. Chiquinho Pereira, presidente do Sindicato, orienta: “É fundamental que todos tenham consciência das dificuldades da Campanha Salarial e participem das mobilizações. Vamos precisar de muita união e disposição de luta”.


Padeiros aprovam pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2019/2020

As medidas do governo que atacam o custeio das entidades e os direitos trabalhistas também foram tema da assembleia. Para os dirigentes do Sindicato, a onda de ataques, por atender ao interesse do capital, pode ser um complicador das negociações.

Economia - Segundo Chiquinho, os empresários têm se aproveitado da recessão pra tentar retirar direitos e rebaixar salários. “Os patrões, a cada ano,  aprimoram as artimanhas a fim de tentar retirar nossas conquistas e direitos, além de arrochar os salários. Muitas vezes, sequer querem propor qualquer reajuste”, critica.

Direitos - O presidente dos Padeiros alerta que o Sindicato intensificará a luta para garantir os direitos. “É prioridade manter os direitos na Convenção Coletiva de Trabalho, bem como reajustar acima da inflação salários e itens econômicos. Não aceitaremos retirada de direitos”, afirma o sindicalista.

Participação -
Chiquinho Pereira reforça a importância da participação da categoria. “Sem a mobilização de todos, será impossível fazer uma Campanha vitoriosa”, alerta.

Mais informações sobre a Campanha e a Pauta: www.padeiros.org.br
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home