TV Comunitária avança e forma Canal Nacional - COM Brasil

• 5/8/2019 - segunda-feira

Os ativistas da televisão comunitária sempre buscaram formar um canal nacional. Esse projeto tem mais de 20 anos e agora toma corpo. Está formado, e no ar, há cerca de dois meses o COM Brasil – Canal Comunitário Nacional.

O salto seria dado quando as comunitárias - presentes em mais de 150 cidades brasileiras - chegassem ao satélite. Elas chegaram e a programação já pode ser assistida pelos Oi TV Canal 28 e Sky, Canal 28. Os próximos passos são os satélites da Vivo e da Claro.


João Franzin e Fernando Mauro em entrevista no Repórter Sindical

O jornalista Fernando Mauro Trezza é um dos desbravadores do território, tradicionalmente ocupado pelas abertas (Globo, SBT etc.) ou TVs por assinatura, no cabo. Ele diz: “O Brasil tem 20 milhões de assinantes. Meio a meio no DHT, que é por antena, e outra metade pelo cabo. Nós estamos, por enquanto, no Direct Home TV. Calcule de três a quatro pessoas por aparelho. Quer dizer que podemos alcançar 40 milhões de brasileiros”.

Programação - Ainda está em construção, a grade de programas da COM Brasil, que busca reunir conteúdo variado, de todas as regiões do País. “Queremos, agora, agrupar a programação por temas, como se fossem editorias ou cadernos de jornal”, explica Fernando Mauro Trezza, que comanda, diariamente, das 21 às 22 horas, o programa COM Brasil Debate, sempre com pelo menos dois convidados.

Repórter Sindical - O programa produzido pela Agência Sindical, apresentado pelo jornalista João Franzin, já integra a programação do Canal Comunitário Nacional. Dias e horários ainda não estão estabilizados, mas a exibição deve se consolidar em breve.

SAIBA MAIS - Oi TV Canal 28; Sky, Canal 28; NET, Canal 11; Vivo TV, Canal 10, na capital paulista.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home