Petroleiros e Portuários protestam contra privatização e reforma da Previdência

14/6/2019 - sexta-feira

Trabalhadores Petroleiros e Portuários também paralisaram suas atividades em diversas refinarias e portos do País nesta sexta, 14, dia de Greve Geral. Segundo a FUP, houve greve e protesto em 14 refinarias em dez Estados.


Trabalhadores portuários de Vitória (ES) paralisaram atividades 

Entre os pontos de mobilização, destaque para Duque de Caxias (Reduc/RJ), Gabriel Passos (Regap/MG), Landulpho Alves (Rlam/BA), Abreu e Lima (PE), Manaus (Reman/AM), Paulínia (Replan/SP), Mauá (Recap/SP), Presidente Getúlio Vargas (Repar/PR) e Alberto Pasqualini (Refap/RS). Duas refinarias em Natal (RN) também suspenderam atividades esta manhã e organizam protestos nas unidades, informa o SindiPetro/RN.

Portuários - As três principais Federações dos Portuários convocaram greve e protestos contra a reforma da Previdência e a privatização do setor em todo o País. Os trabalhadores dos portos de Vitória (ES), de São Sebastião (SP), do Rio de Janeiro, de Natal (RN), de Recife (Pernambuco) e de Fortaleza (Ceará) paralisaram parcialmente as atividades e realizam atos na região, informa o marítimo José Adilson, dirigente do Sindmar/ES.

Mais informações: www.fup.org.br


Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home