Centrais Sindicais emitem boletim às 10 horas e promovem coletiva no INSS de SP

14/6/2019 - sexta-feira

Está prevista para às 10 horas a divulgação de boletim unificado das Centrais Sindicais, com o balanço parcial da Greve Geral desta sexta, dia 14. A informação é de Adilson Araújo, presidente da Central CTB.


Adilson Araújo e dirigentes da CTB em pátio do metrô Itaquera

O movimento é contra a reforma neoliberal da Previdência, que prejudica segurados da ativa e aposentados/pensionistas, dentro da lógica de trabalhar mais, contribuir por mais tempo e receber proventos menores.

Coletiva – Às 11 horas, dirigentes da ativa e dos aposentados fazem protesto em frente ao prédio do INSS, região central de São Paulo, Capital. Lá, eles concederam coletiva de imprensa, a fim de relatar as dimensões da greve.

Escolas - A tendência é a greve crescer a partir das 8 horas, devido à adesão de escolas públicas e particulares, bem como de bancos.


Metalúrgicos de Guarulhos protestam contra cortes na aposentadoria

Guarulhos - A Greve Geral não é uniforme, mas registra pontos de paralisação total. Caso de Guarulhos, Grande SP, onde pararam urbanos, intermunicipais e também os ônibus fretados. José Pereira dos Santos, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, e à frente de vários protestos em sua base, avalia: “Nossa greve é justa. Por isso, ela é forte."



 

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home