IndustriALL Global Union e Brasil Metalúrgico declaram apoio à Greve Geral

13/6/2019 - quinta-feira
 
A IndustriALL Global Union, Federação internacional de trabalhadores da indústria, apoia integralmente a Greve Geral de 14 de junho. A entidade congrega Sindicatos de 140 países, representando mais de 50 milhões de trabalhadores.

A metalúrgica Mônica Veloso, co-presidente do Comitê Mundial de Mulheres da IndustriALL Global Union, informa que, na última reunião de seu Comitê Executivo, a entidade aprovou por unanimidade resolução favorável à paralisação e à luta do movimento sindical brasileiro contra “ataques sofridos e ao desmonte claro da legislação de proteção do trabalho, direitos sociais e sindicais que estão em curso”.


   Monica Veloso na reunião do Comitê Executivo da Industriall Global Union, em Bruxelas

“Nesta sexta, a Industriall e diversas outras entidades sindicais internacionais emitem notas de solidariedade à Greve Geral”, avisa Mônica, também vice-presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores dos Metalúrgicos) e do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região.

Mônica declara à Agência Sindical que “sindicalistas de todo o mundo estão de olho nos desmandos que ocorrem no Brasil. Está claro internacionalmente que direitos fundamentais dos trabalhadores brasileiros estão em jogo e temos a solidariedade de nossos companheiros de outros países”.

Vanguarda – Tradicionalmente combativa, a categoria sempre esteve na vanguarda da defesa dos interesses do povo brasileiro, sendo que teve papel importante na redemocratização do País e na recuperação do direito constitucional dos trabalhadores à greve.

O Movimento Brasil Metalúrgico, que congrega Sindicatos, Federações e Confederações de Trabalhadores Metalúrgicos de todo o Brasil e de todas as Centrais Sindicais, também lançou nota de apoio à Greve Geral de 14 de junho.

O texto ressalta a importância do engajamento de todos na paralisação. “Nesta reta final de mobilização, é fundamental intensificarmos a divulgação da Greve Geral em todas as cidades e regiões, nas portas de fábrica, nos bairros, junto aos familiares, amigos, companheiros e companheiras de trabalho, nos locais de grande concentração popular (praças, avenidas, estações de trem, metrô e ônibus), em nossos sites, grupos de whatsapp e demais redes sociais”.

IndutriALL – A resolução da entidade pode ser lida aqui.

Nota – Leia aqui a íntegra do documento divulgado pelo movimento Brasil Metalúrgico.


Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home