Colégios particulares fecham as portas na Greve

• 13/6/2019 - quinta-feira

O Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP) divulgou lista com mais de 40  colégios particulares da Capital que ficarão de portas fechadas dia 14.

Em várias instituições de ensino privado, os professores anunciaram que vão acompanhar a paralisação dos trabalhadores contra a reforma da Previdência e os cortes de verba da Educação.

http://www.agenciasindical.com.br/sites/arquivos/uploads/10937.jpg

Entre os colégios, constam o Equipe, Vera Cruz, Escola da Vila, Arquidiocesano, Instituto Divina Pastora, Lycée Pasteur, Colégio Monte Castelo e Colégio Friburgo. A adesão à Greve Geral foi decidida em assembleia da categoria dia 1º de junho.

Lista - O Sinpro-SP notificou os sindicatos patronais sobre a adesão à Greve, além de instituições como o Sesi, Senai e Senac. A entidade que representa o professorado divulga lista atualizada ao longo dessa quinta (13).

Alecrim; Anglo 21; Arco; Areté; Arquidiocesano; Arraial das Cores; Bakhita; Casa de Aprendizagens; Criarte; Divina Pastora; Equipe; Escola da Vila; Educação Infantil Saúde (parcial); Espaço Brincar; Externato Aldeia; Fazendo Arte; Friburgo; Garcia Yago; Giordano Bruno; Gracinha; Hugo Sarmento; Invenções; Ítaca; Lycée Pasteur; Maria Boscovitch; Meu Castelinho (Educação infantil - Itaim Bibi); Micael Waldorf; Monte Castelo; Notre Dame; Ofélia Fonseca; Oswald de Andrade; Politeia; Pré-escola Quintal do João Menino; PUC/SP; Rainha da Paz; Recreio; Santa Clara (parcial); Santa Cruz (parcial); Santi; São Domingos; Teia Multicultural; Vera Cruz; Viva; Waldorf São Francisco

Mais informações: sinprosp.org.br
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home