Bancários de SP aprovam Greve Geral, por unanimidade, em assembleia lotada

12/6/2019 - quarta-feira

Em assembleia lotada, na terça-feira (11), na Quadra dos Bancários, na Capital paulista, os trabalhadores de bancos públicos e privados de São Paulo, Osasco e região decidiram, por unanimidade, juntar-se a categorias como Motoristas, Metroviários, Ferroviários, Professores, Metalúrgicos, Petroleiros, Químicos, Servidores Públicos e outras, e aderir à paralisação nacional.

                     Em assembleia na terça-feira (11), Bancários de SP votam a favor da Greve Geral

A mobilização, chamada por todas as Centrais Sindicais, é contra a reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que acaba com o direito à aposentadoria de milhões de brasileiros, contra os cortes na Educação e pela criação de empregos.

Ivone Silva, presidente do Sindicato, afirma: “O governo e os grandes veículos de comunicação repetem que essa proposta de reforma tem de ser aprovada porque senão o Brasil vai quebrar. O que eles não dizem é que ela coloca a conta do suposto ‘déficit’ da Previdência nas costas do trabalhador e dos mais pobres. Eles vão manter privilégios e, ao mesmo tempo, vão fazer com que os trabalhadores morram antes de se aposentar”.

Outros Estados - Bancários de Belo Horizonte, Salvador e Porto Alegre também vão parar.


Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home