Trabalhadores da Educação convocam greve em todo o País

12/6/2019 - quarta-feira

Os trabalhadores da Educação, nos setores público e privado, estão mobilizados para a Greve Geral da sexta, dia 14. Em Belo Horizonte, a rede municipal vai parar já nesta quarta (12). As entidades que representam o ensino particular também se reúnem hoje para um balanço nacional das adesões ao movimento pelo País.

                         Manifestação dos estudantes no dia 30 de maio em São Paulo

Entre as capitais que já aderiram à greve estão as dos Estados de São Paulo, Pará, Minas Gerais, Alagoas, Pernambuco e Goiás, além do Distrito Federal. No Rio, em assembleia realizada pelo Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio), a participação na Greve Geral foi aprovada por unanimidade.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), Gilson Reis, afirma:  "As assembleias vêm mostrando uma determinação forte da categoria, que foi sendo construída nos atos dos dias 15 e 30. Nesta semana intensificamos as articulações junto às bases".

Apeoesp - A secretária de Assuntos Educacionais da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), Francisca Pereira Seixas, vem mantendo conversas diárias com os professores das escolas do Estado.
"Nossa luta é contra a reforma previdenciária e o desmonte da educação. E temos ainda um agravante: somos uma categoria de 80% de mulheres, e a proposta da reforma quer acabar com a aposentadoria especial do magistério, enorme retrocesso às conquistas do setor", afirma a dirigente.

São Paulo - Professores vão se reunir na sexta (14), às 16 horas, no vão livre do Masp, na avenida Paulista.




Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home