• 29/5/2019 - Bolsonaro: Um casamento que acabou na lua de mel

• 29/5/2019 - quarta-feira
Walter dos Santos é presidente
do Sincomerciários de Guarulhos.

Aproveitando que o atual ocupante da Presidência da República gosta de fazer comparações utilizando namoros e casamentos, vamos falar de seu desempenho utilizando esse modelo. Passados quase cinco meses de seu (des)governo, viver com Bolsonaro na Presidência da República é como ter se casado com alguém e logo na lua de mel descobrir que não vai dar.

O casamento de Bolsonaro com os brasileiros foi o resultado de uma paixão rápida e que logo se revelou um desastre. É como casar com aquela pessoa que sempre foi a rejeitada da turma (Bolsonaro era deputado há trinta anos e nunca ocupou posição de destaque, nunca fez nada). Daí, os bonitões ou as bonitonas decepcionam, os maneiros(as) deixam a desejar e, de repente, por algum momento, aquela pessoa que era rejeitada vira opção, aí a gente pensa “deve ser legal”, depois se convence que será bom, se apaixona e, em poucos meses, sem comparar, casa com a pessoa.

Depois do casamento, a gente percebe que essa pessoa não era o que pensávamos. É o caso de Bolsonaro, ele traiu trabalhadores, traiu aposentados, traiu os defensores do meio ambiente, traiu os estudantes e só sabe insistir na história dos comunistas (o Brasil sempre esteve bem longe de ser comunista), colocar a culpa no PT (que saiu do governo há cerca de três anos) e ficar fazendo confusão no Tweeter.

Desde que assumiu a Presidência, não fez nada. É verdade que é pouco tempo, mas, nesse mesmo tempo, Lula (e não vai aqui nenhuma preferência ideológica), que havia pegado o país quebrado de FHC, já tinha criado um ambiente positivo no Brasil e não governava criando divisões e ódios.

Se continuar por esse caminho, Bolsonaro tem tudo para ser o pior presidente da história e nos levar para um desastre histórico, perderemos décadas de crescimento.

Não bastasse isso, Bolsonaro tem filhos arrumando confusões e um deles, Flavio, enrolado em suspeitas de desvio de dinheiro público de seus assessores, suspeita que começa a atingir o próprio Jair Bolsonaro.

Bolsonaro tem demonstrado desprezo pela educação e não mostra qualquer preocupação com garantias trabalhistas. Essa história de que o governo está se desmanchando porque tem gente torcendo contra é absurda. Sabemos que ainda há pessoas que tentam salvar o casamento, pois é triste viver o que passamos no governo Dilma, as pessoas estão cansadas, mas não dá.

O jeito é ter humildade e reconhecer o erro. Ninguém acerta sempre, mas insistir no erro, mesmo sabendo que milhões estão sendo prejudicados, inclusive gerações futuras, isso sim é condenável.

De nossa parte, vamos continuar a defender os trabalhadores e lutaremos pelo Brasil até o limite da legalidade e das nossas forças. Nós não vamos permitir que em nome de uma ideologia criada não se sabe em que lugar, pessoas sem a menor capacidade, como Jair Bolsonaro, prejudiquem a população.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home