• 18/4/2019 - Reajustar o salário mínimo em 2020 apenas com a inflação é dar migalhas

• 18/4/2019 - quinta-feira


Miguel Torres é presidente da CNTM (Confederação Nacional
dos Trabalhadores Metalúrgicos) e do Sindicato dos Metalúrgicos
de São Paulo e Mogi das Cruzes e presidente interino da Força Sindical.
E-mail: migueltorres@metalurgicos.org.br

A intenção do governo de reajustar o salário mínimo em 2020 sem aumento real é uma humilhação e frustra as expectativas dos trabalhadores e aposentados.

O valor noticiado nesta segunda, 15 de abril de 2019, mostra com clareza a mesmice conformista deste governo que quer apenas oferecer migalhas do Orçamento ao aumentar o salário mínimo apenas pela inflação.

Negar aumento real é uma insensatez de burocrata. Essa decisão mostra um descaso do governo com os trabalhadores e aposentados brasileiros.

O governo se esquece de que um aumento digno para o mínimo é uma forma de distribuir renda.

Vale ressaltar que o acordo das centrais sindicais com o governo federal, em 2006, que indicava a inflação somando ao PIB de dois anos anteriores, resultou em diminuição da pobreza, aumento do consumo e melhorias para toda a sociedade.

É de conhecimento geral a importância de um piso digno para o enfrentamento das desigualdades sociais e regionais existentes e a importância que tem no fortalecimento do mercado interno, essencial para o desenvolvimento do país.  Desenvolvimento que pode gerar empregos e renda para todos.

O governo precisa ter coragem para mudar os rumos da economia.  Mas, infelizmente, estamos presenciando um governo que fez a opção pelos especuladores, esquecendo a necessidade social dos menos favorecidos.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home